O QUE É A OBL?

A Olimpíada Brasileira de Linguística acontece desde 2011, instigando seus participantes a ampliar suas habilidades lógico-analíticas, sua intuição linguística, e sua visão sobre os povos do mundo, a partir de uma abordagem interdisciplinar.

Suas quatro etapas (online, em papel, Escola de Linguística e participação na olimpíada internacional) permitem diferentes graus de envolvimento dos estudantes. Com a experiência das edições anteriores, a olimpíada firmou-se como um fascinante instrumento de imersão multicultural, trazendo à luz diversos temas do mundo das línguas, da linguagem, dos códigos e da cognição humana.

Veja Mais

SOBRE A KUBATA

Vivemos um momento único da história recente. A memória das pandemias no passado das diferentes sociedades, confrontada com as tecnologias recentes e com as necessidades sociais e ambientais pulsantes do nosso tempo, indica que o período atual gerará impactos profundos em como nos organizamos coletivamente, e também em como nos comunicamos. Ao mesmo tempo, podemos lembrar que períodos de recolhimento, ou mesmo de catástrofes, são temas comuns nas narrativas humanas, e são lembrados como momentos que antecedem grandes transformações e renascimentos.

Assim, a décima edição da OBL adota o sobrenome “Kubata”, que signifca ‘em casa’ na língua kimbundu, uma importante língua bantu falada na Angola e trazida para o nosso continente junto com os africanos escravizados. Neste momento em que o mundo lembra que #vidasnegrasimportam, é fundamental lembrarmos da história de como esse processo aconteceu, reconhecendo também exatamente como essas matrizes são parte constituinte do que veio a ser a língua e a cultura do Brasil.

O nome da edição se refere tanto à casa significando ‘refúgio’ ou ‘segurança’, nosso abrigo necessário neste momento de dificuldades e de redefinição de rotas, quanto à ‘nossa morada comum’, reforçando a necessidade de nos cuidarmos juntos, reconhecermos a interdependência que nos une e celebrarmos a diversidade de expressões na singularidade do planeta em que vivemos.

COMO SÃO OS PROBLEMAS DE LINGUÍSTICA?

Os problemas de linguística envolvem o desvendamento de línguas e códigos desconhecidos aos estudantes, fazendo convergir elementos de estruturas lógico-cognitivas com insights sobre a diversidade de culturas e falares do mundo. Eles são autossuficientes: não é necessário nenhum conhecimento prévio específico para resolvê-los ou se divertir com eles! Teste você mesmo com um exemplo:

A língua rapa nui, falada na Ilha da Páscoa, que hoje possui apenas cerca de 3.000 falantes nativos, exibe diversos fenômenos interessantes, entre eles a forma de marcar posse. Veja alguns exemplos:

Como se diz, em rapa nui, "microfone dele/dela", "corpo de Orohe", "meu cheiro"?

a) tā'ana microfono, hakari o 'Orohe, tā'aku 'eo

b) tō'ona microfono, hakari 'a 'Orohe, tō'oku 'eo

c) tā'ana microfono, hakari o 'Orohe, tō'oku 'eo

d) tō'ona microfono, hakari 'o 'Orohe, tā'aku 'eo

QUER SABER A RESPOSTA? VEJA ESTE VÍDEO!

EM 2019

Participantes

%

São alunos de escola pública

Medalhas

Mascotes

PARTICIPE

Regular

Participam desta categoria estudantes de ensino médio ou dos últimos anos do ensino fundamental. Sua escola não precisa estar inscrita para você participar!

Inscreva-se

Aberta

Participam dessa categoria quaisquer pessoas interessadas: estudantes universitários, pais, profissionais de diversas áreas. Se você gostou do que viu até agora, participe! Essa categoria inclui a primeira e a segunda fases e uma premiação específica.

Inscreva-se

BAIXE SEU APP

Baixe o app da Olimpíada Brasileira de Linguística e faça sua prova.